logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Sesau promove oficina sobre diversidade sexual e de gênero para profissionais de saúde.

COMPARTILHE

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) promoveu uma Oficina sobre Diversidade Sexual e de Gênero com o intuito de orientar e sensibilizar os gestores e técnicos das unidades de saúde da Rede Estadual de Saúde. O evento foi realizado no auditório da Escola de Governo de Alagoas (Egal), em Maceió, e teve como foco promover a equidade nos serviços e no atendimento ao usuário.

A oficina, realizada pela Gerência de Atenção Primária (GAP) e pela Gerência de Desenvolvimento e Educação em Saúde (GDES) da Sesau, destacou a importância da Política Nacional de Humanização (PNH). O evento foi organizado pelo técnico de referência da Política de Atenção Integral à Saúde da População LGBTQIAPN+ da Sesau, Marcos Paulo Santana, e pela supervisora de Humanização em Saúde da Sesau, Marília Correia, com o apoio da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh).

Durante a oficina, foram abordados temas como Sexualidade, Identidade de Gênero, Orientação Sexual, Humanização, Acolhimento da população LGBTQIAPN+, Saúde Mental e Enfrentamento às Violências. A Sesau enfatizou a importância de qualificar os profissionais de saúde para promover um ambiente acolhedor e humanizado no atendimento à população, além de desenvolver políticas públicas e programas de atenção à saúde.

Marcos Paulo Santana, técnico da Política de Atenção Integral à Saúde da População LGBTQIAPN+ da Sesau, ressaltou a importância de discutir a diversidade para promover espaços inclusivos e equânimes. Ele destacou que a abordagem dessas questões é um princípio do Sistema Único de Saúde (SUS) e deve ser implementada em todos os níveis de atenção à saúde. A Sesau está empenhada em fortalecer a Rede de Atenção, promovendo o respeito e a equidade para toda a população.

A iniciativa da Sesau representa um passo importante para criar um ambiente diverso e inclusivo, tanto para os usuários do SUS quanto para os profissionais de saúde que atuam nas unidades. A promoção de um ambiente sem preconceitos e com mecanismos de combate à violência é essencial para garantir a proteção das populações em vulnerabilidade. A supervisora de Humanização na Saúde da Sesau, Marília Correia, ressaltou que a informação e a capacitação dos profissionais são fundamentais para garantir um atendimento humanizado e respeitoso à população LGBTQIAPN+.

Em resumo, a Sesau está trabalhando ativamente para desenvolver ações de capacitação e sensibilização dos profissionais de saúde, visando promover um ambiente acolhedor e inclusivo, respeitando a diversidade e melhorando a qualidade do atendimento e da atenção à saúde da população LGBTQIAPN+. A abordagem humanizada é fundamental tanto para os usuários da rede pública de saúde quanto para os trabalhadores das unidades, alinhada com a Política Nacional de Humanização (PNH).

Com informações e fotos da Sesau/AL

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade