logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Discussão na Câmara: Comissão debate taxa para personal trainers em academias

COMPARTILHE

Na manhã desta quarta-feira, 3 de julho de 2024, a Comissão de Defesa do Consumidor, uma das mais ativas frente parlamentar da Câmara dos Deputados, tem em sua pauta um tema de grande relevância para profissionais e consumidores do setor de academias de ginástica. O cerne do debate é a cobrança de taxas adicionais impostas pelas academias aos personal trainers que utilizam esses espaços para atender seus clientes.

A discussão foi instigada pelo deputado Duarte Jr. (PSB-MA), conhecido por sua atuação em defesa dos direitos dos consumidores e profissionais liberais. O parlamentar argumenta que essas cobranças extras configuram uma barreira injusta e economicamente onerosa para os personal trainers, limitando assim suas oportunidades de oferta de serviços e, consequentemente, prejudicando a experiência e os resultados desejados pelos alunos. Duarte Jr. é enfático ao afirmar que os personal trainers devem ter acesso livre às academias durante os horários de atendimento a seus clientes, sem qualquer custo adicional. Segundo o deputado, essa prática de cobrança contraria o equilíbrio necessário para a prestação de um serviço de qualidade e acessível, fundamental tanto para a valorização dos profissionais quanto para a satisfação dos consumidores.

O debate ocorrerá no plenário 8 da Câmara dos Deputados, às 17 horas, com a presença de representantes das academias, associações de personal trainers, órgãos de defesa do consumidor e outros stakeholders interessados na temática. A expectativa em torno da reunião é grande, dado o impacto direto que essa temática possui sobre um vasto conjunto de profissionais e consumidores em todo o país.

De acordo com especialistas no mercado fitness, a prática de cobrança de taxas adicionais por parte das academias pode ter diversas implicações negativas. Além de potencialmente reduzir a competitividade dos personal trainers, que já enfrentam desafios significativos no que tange à aquisição e manutenção de clientela, essa prática poderia elevar os custos para os usuários finais, desencorajando a contratação dos serviços personalizados que são tão essenciais para a eficácia de muitas rotinas de exercícios.

O deputado Duarte Jr. tem sido um proeminente defensor da revisão dessas práticas, argumentando que a modernização e regulamentação das relações de consumo no setor de academias são essenciais para garantir um mercado mais justo e acessível para todos os envolvidos. “A defesa dos direitos dos consumidores e dos profissionais é uma missão contínua. Precisamos assegurar que as barreiras injustas sejam eliminadas para o bem da sociedade como um todo”, observa o parlamentar.

Espera-se que, a partir dessa discussão, surjam propostas concretas que possam ser encaminhadas no sentido de regulamentar e aprimorar o funcionamento das academias em relação aos profissionais que ali atuam, promovendo um ambiente mais equilibrado e justo para todos. Para muitos, este debate representa um passo crucial na busca por um setor mais transparente e justo, refletindo um compromisso com a ética e a excelência na prestação de serviços.

Com informações e fotos da Câmara dos Deputados

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade