logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Dia Nacional do Hematologista e Hemoterapeuta é Criado em Homenagem a Profissionais Essenciais

COMPARTILHE

Em um gesto que reforça o reconhecimento aos profissionais da saúde que se dedicam ao estudo e tratamento de doenças do sangue, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou, nesta segunda-feira (8), a Lei 14.919/24, que institui o Dia Nacional do Hematologista e do Hemoterapeuta. A data, que será celebrada anualmente em 29 de outubro, simboliza uma homenagem significativa ao trabalho vital desempenhado por esses especialistas no campo da medicina.

A escolha do dia 29 de outubro tem um significado histórico e simbólico, pois lembra a fusão, ocorrida em 2008, da Sociedade Brasileira de Hematologia com o Colégio Brasileiro de Hematologia. Essa união deu origem à Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH), consolidando uma entidade robusta e representativa para esses profissionais.

O novo marco legal nasceu do Projeto de Lei 3466/23, apresentado pelo deputado Celso Russomanno, do partido Republicanos de São Paulo. Após ser aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, o texto recebeu sanção presidencial. No Plenário da Câmara, o projeto contou com o apoio do deputado Weliton Prado, do Solidariedade de Minas Gerais, que elaborou um parecer favorável à sua implementação.

Prado destacou a importância dos hematologistas e hemoterapeutas, frisando que esses profissionais são peças fundamentais em todo o complexo processo que envolve a coleta, a doação de sangue e a produção de hemoderivados. “Os hematologistas e hemoterapeutas são profissionais da medicina essenciais em toda a cadeia que envolve a coleta, a doação de sangue e os hemoderivados”, afirmou.

O deputado Russomanno, autor do projeto, também ressaltou os avanços propiciados por esses médicos. “Muitas doenças que envolvem os componentes do sangue, que há poucos anos tinham altas taxas de mortalidade, hoje são curáveis graças aos hematologistas e hemoterapeutas”, ressaltou Russomanno, enfatizando a relevância desses especialistas na redução das taxas de mortalidade associadas a doenças sanguíneas.

A criação do Dia Nacional do Hematologista e do Hemoterapeuta é um reconhecimento à dedicação e ao impacto positivo desses profissionais na saúde pública. É uma data para valorizar os avanços científicos e médicos que têm transformado o prognóstico de muitas doenças hematológicas, beneficiando inúmeros pacientes em todo o país.

Com informações e fotos da Câmara dos Deputados

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade