logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Desburocratização do mercado de capitais: Orleans e Bragança destaca obstáculos e soluções

COMPARTILHE

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados alterou, de última hora, a agenda prevista para esta terça-feira (9), cancelando a audiência que deveria discutir as medidas de desburocratização do mercado de capitais brasileiro. A decisão surpreendeu muitos, e a nova data para a realização do debate ainda não foi definida.

A sessão havia sido solicitada pelo deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PL-SP), que se manifestou sobre a importância do tema. Em sua visão, apesar dos avanços observados nos últimos anos, o setor de mercado de capitais ainda enfrenta significativos desafios burocráticos que impedem seu pleno desenvolvimento.

“Um mercado de capitais ágil, eficiente e acessível é fundamental para impulsionar o crescimento econômico, fomentar a inovação e promover a competitividade das empresas brasileiras em um contexto global cada vez mais dinâmico e desafiador”, declarou o parlamentar, enfatizando a importância de medidas que possam facilitar e simplificar os processos no setor.

O debate sobre a desburocratização é crucial, especialmente em um cenário onde a economia global demanda rapidez e eficiência. Em muitos países, medidas desburocratizantes têm mostrado resultados positivos, aumentando a atratividade dos mercados para investidores, acelerando o tempo de resposta das empresas e, consequentemente, promovendo um ambiente mais competitivo.

No Brasil, no entanto, a complexidade do sistema e as burocracias envolvidas ainda são vistas como grandes entraves para o desenvolvimento. Esses obstáculos acabam desestimulando investidores e dificultando o surgimento e crescimento de novas empresas, além de afetar a capacidade das empresas estabelecidas de competir em igualdade no mercado internacional.

A expectativa é de que, uma vez remarcado, o debate possa trazer à tona soluções práticas e efetivas para esses problemas. Especialistas, representantes do setor privado e membros do governo devem colaborar para encontrar caminhos que desburocratizem e modernizem o mercado de capitais brasileiro, facilitando o acesso e a operação de empresas e investidores de forma mais eficiente.

A postura do deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança ressalta, portanto, a importância de se criar um ambiente de negócios mais favorável, que possa não apenas fomentar o crescimento econômico, mas também incentivar a inovação e a competitividade das empresas nacionais no cenário global. A remarcação dessa discussão é aguardada com bastante expectativa, como um passo fundamental para a construção de um mercado mais dinâmico e promissor no Brasil.

Com informações e fotos da Câmara dos Deputados

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade