logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Arthur Lira defende políticas de renda e igualdade salarial para mulheres em reunião do P20.

COMPARTILHE

Na última segunda-feira, em Maceió, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), destacou a necessidade urgente de implementar políticas públicas destinadas a garantir mais direitos e oportunidades para as mulheres no Brasil. A declaração foi feita durante a abertura da 1ª Reunião de Mulheres Parlamentares do P20, um fórum legislativo que reúne representantes dos países integrantes do G20.

Desde que assumiu a liderança do P20 em outubro de 2023, passando o bastão do presidente da Casa do Povo da Índia, Om Birla, Lira tem se empenhado em promover a igualdade de gênero. “É a primeira vez que discutimos de forma exclusiva as questões que diretamente afetam a participação feminina na política e na sociedade, tanto em âmbito nacional quanto global,” ressaltou.

Lira enfatizou a importância de eliminar a discriminação no local de trabalho, garantindo salários igualitários por atividades equivalentes e promovendo o acesso das mulheres à educação de qualidade e capacitação profissional. Segundo ele, “são essenciais iniciativas que assegurem a geração de renda para as mulheres, como a criação de linhas de microcrédito, programas de capacitação e o incentivo ao empreendedorismo feminino.”

O presidente da Câmara também relembrou diversas propostas já aprovadas pela Casa Legislativa, destinadas à proteção dos direitos das mulheres. Entre essas medidas, destacam-se a tipificação da violência política contra a mulher como crime, a criação de medidas para prevenir e combater essa violência, a inclusão de crimes de importunação sexual e violência psicológica na legislação penal, e a obrigatoriedade de igualdade salarial entre homens e mulheres.

Um ponto crucial destacado por Lira foi a articulação existente entre a Secretaria da Mulher, a Procuradoria da Mulher e o Observatório da Mulher na Política, que tem sido fundamental para o avanço das pautas femininas na Câmara dos Deputados. Ele afirmou que “o Brasil conta com uma base legal sólida para coibir qualquer ato que vise constranger, agredir ou silenciar as mulheres em posições de poder.”

Outro aspecto relevante do discurso de Lira foi a menção à promoção da renda para as mulheres e à necessidade de combater o racismo e promover a sustentabilidade ambiental como componentes fundamentais para a equidade de gênero. “A promoção dos direitos femininos é um passo civilizacional necessário. Apenas quando todas as mulheres tiverem voz, autonomia, segurança e a oportunidade de alcançar seu pleno potencial, teremos um mundo justo e harmonioso.”

Sobre a escolha de Maceió como sede do evento, Lira fez questão de mencionar figuras históricas alagoanas importantes, como a psiquiatra Nise da Silveira e a jogadora Marta. Para ele, sediar a reunião na cidade foi uma forma de homenagear as mulheres alagoanas fortes e resilientes, além de oferecer aos participantes internacionais uma visão da diversidade humana e cultural do Brasil.

O encontro contou com a presença de representantes de cinco organismos internacionais, incluindo a União Europeia e a ONU Mulheres, além de delegações de 26 países, entre eles Alemanha, China, Estados Unidos, Rússia e Nigéria, somando um total de 171 parlamentares participantes. A reunião marcou um passo significativo na luta pela igualdade de gênero, reafirmando o compromisso do Brasil com os direitos das mulheres.

Com informações e fotos da Câmara dos Deputados

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade