logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Oficina em Maceió discute estratégias para combate eficaz da hanseníase na cidade

COMPARTILHE

A cidade de Maceió foi palco de uma importante reunião promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com o intuito de avaliar os indicadores relacionados à hanseníase. O evento, denominado Oficina de Avaliação dos Indicadores da Hanseníase, teve como principal objetivo aumentar a eficácia no combate a essa doença na capital alagoana.

Realizada no auditório da Diretoria de Vigilância em Saúde, em Jaraguá, a oficina reuniu representantes das Unidades de Saúde que possuem o programa de controle da hanseníase implantado. Durante o encontro, foram apresentados os indicadores referentes ao fechamento do ano de 2023 e os dados parciais de 2024. Cada unidade teve a oportunidade de avaliar seu desempenho em relação aos indicadores pactuados.

Um dos pontos destacados durante a reunião foi a importância da avaliação dos contatos intradomiciliares, visto que a hanseníase é uma doença de transmissão direta e os contatos próximos têm maior propensão a contraí-la. Foi ressaltado que, em 2024, a avaliação de contatos estava em 39,7%, abaixo da meta de 90%. Esse baixo índice é preocupante, uma vez que a avaliação adequada dos contatos é essencial para interromper a cadeia de transmissão da doença.

Além disso, foi abordada a meta de cura da hanseníase, que visa alcançar 90%, sendo que o último percentual registrado em 2023 foi de 88,6%. A reunião serviu como uma oportunidade para as Unidades de Saúde avaliarem seus resultados, refletirem sobre as estratégias necessárias e implementarem ações para melhorar esses índices.

A SMS se comprometeu a continuar monitorando e avaliando os indicadores da hanseníase, visando garantir a eficácia do programa e a saúde da população. As Unidades de Saúde foram incentivadas a manter o foco nos exames de contato e na busca ativa de pacientes faltosos, a fim de melhorar cada vez mais os resultados nos próximos anos. A preocupação com a redução da cadeia de transmissão e a garantia de um tratamento eficaz foram pontos-chave discutidos durante a oficina.

Com a participação ativa dos técnicos e representantes das unidades de saúde, a Oficina de Avaliação dos Indicadores da Hanseníase em Maceió reforçou a importância do controle e tratamento adequado dessa doença, destacando a relevância do trabalho em equipe e da implementação de estratégias eficazes para combater esse problema de saúde pública. A troca de experiências e a discussão de medidas preventivas e curativas foram essenciais para fortalecer o enfrentamento da hanseníase na capital alagoana.

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade