logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Neuralgia do Trigêmeo: Mineira de 27 anos busca eutanásia na Suíça para aliviar dor constante e insuportável

COMPARTILHE

Carolina Arruda sofre de condição crônica que causa dores insuportáveis. Foto: Arquivo pessoal / Instagram
Carolina Arruda sofre de condição crônica que causa dores insuportáveis. Foto: Arquivo pessoal / Instagram

Carolina Arruda, 27, estudante de veterinária de Bambuí (MG), sofre de neuralgia do trigêmeo, uma condição crônica conhecida por causar uma das dores mais intensas do mundo. Ela começou a sentir dores aos 16 anos e, desde então, sua condição piorou. Hoje, Carolina vive sob forte medicação e enfrenta dificuldades para realizar atividades cotidianas, sendo incapaz de trabalhar ou estudar.

Apesar de passar por quatro cirurgias, a neuralgia bilateral persiste, e Carolina agora considera a eutanásia como uma forma de encontrar paz e alívio. No Brasil, a prática é ilegal, então ela criou uma vaquinha online para arrecadar fundos e realizar o procedimento na Suíça. Sua família, embora compreenda sua decisão, não aceita facilmente a ideia.

A neuralgia do trigêmeo é uma doença sem cura, frequentemente associada ao contato neurovascular, onde a artéria toca o nervo trigêmeo, causando dor intensa. Em alguns casos, tratamentos percutâneos ou cirurgias são necessários, mas não há garantia de alívio completo.

Carolina compartilha suas experiências nas redes sociais, buscando apoio e trocando experiências com outras pessoas que sofrem da mesma condição, o que lhe traz algum conforto em meio à dor constante.

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade