logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Bianca Leão, filha do vereador por Arapiraca Fabiano Leão, morre com suspeita de dengue

COMPARTILHE

Bianca Leão, filha do vereador por Arapiraca Fabiano Leão. Foto: Instagram

A filha do vereador arapiraquense Fabiano Leão, Bianca Pinheiro Leão, faleceu aos 25 anos em decorrência de suspeita de dengue hemorrágica, na cidade de Arapiraca e está sendo investigado pela Secretaria Municipal de Saúde. A morte de Bianca comoveu a comunidade local, deixando familiares e amigos consternados com a perda.

O caso de Bianca não é um incidente isolado, pois, até o último levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), cinco óbitos relacionados à dengue foram confirmados em Alagoas.

As cidades afetadas incluem Atalaia, Viçosa, Porto de Pedras, Rio Largo e Maceió. Além disso, atualmente, seis casos estão sob investigação em diferentes municípios alagoanos.

No mesmo período do ano anterior, foram notificados 3.520 casos suspeitos de dengue em Alagoas, com 2.176 confirmações. Um óbito foi registrado em Maceió durante esse período. O Ministério da Saúde também reportou um caso suspeito de morte por chikungunya no estado, mantendo os registros de dengue em investigação e os óbitos já confirmados.

Em Maceió, a Secretaria Municipal de Saúde revelou que, até a Semana Epidemiológica 23, foram registrados 2.369 casos de dengue, resultando em uma morte. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve um aumento significativo de 106% nos casos da doença na capital alagoana.

Além da dengue, a chikungunya e a zika também são preocupações. Maceió confirmou 134 casos de chikungunya, sem registros de óbitos, representando uma redução de 58,41% em relação ao ano anterior. Quanto à zika, foram registrados 16 casos, um aumento de 45% em comparação com 2023. Os bairros com maior incidência de arboviroses por 100 mil habitantes em Maceió incluem Pontal da Barra, Centro, Pajuçara, Canaã e Antares.

O velório de Bianca Leão ocorrerá a partir das 20h na central de velórios Osacre. A família ainda divulgará informações sobre o local e horário do sepultamento.

Bianca Leão tinha 25 anos, conforme suas redes sociais. Ela era formada em Direito, proprietária de uma boutique na avenida Ceci Cunha, e havia trabalhado no Procon.

Uma jovem vida perdida causada pelo “mosquito da dengue”, ressalta a gravidade das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti e a importância de medidas preventivas e de combate ao inseto vetor para evitar mais tragédias como essa.

1

LIKE NA MATÉRIA