logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Secretaria Municipal de Saúde firma acordo com Defensoria Pública do Estado para garantir tratamento de crianças com cardiopatias congênitas.

COMPARTILHE

Secretaria Municipal de Saúde firma acordo com Defensoria Pública do Estado para dar continuidade ao tratamento adequado de crianças com cardiopatia. Foto: Reprodução/Internet

A Secretaria de Saúde de Maceió tomou uma importante medida para garantir o atendimento adequado às crianças com cardiopatias congênitas na cidade. Em parceria com a Defensoria Pública do Estado (DPE), a secretaria firmou um acordo que assegura o tratamento contínuo para esse público infantil.

Durante uma reunião para discutir a dívida do Estado com a Cordial, uma associação privada sem fins lucrativos que possui especialistas em cardiopatias congênitas, foi proposta a divisão da dívida acumulada entre o Estado e o município de Maceió. A dívida total era de R$ 5.084.498,55, referente ao período de março a outubro de 2023. Ficou acordado que cada ente arcaria com 50% desse valor.

No entanto, Maceió demonstrou que apenas nove das crianças atendidas pela Cordial eram residentes na capital. Diante disso, a cidade decidiu assumir 22% do passivo acumulado, o equivalente a R$ 1.118.589,68. Com essa decisão, foi possível garantir o atendimento das crianças maceioenses que aguardavam por acompanhamento e tratamento na instituição. Duas delas inclusive já têm cirurgias marcadas para a próxima semana, enquanto as demais continuam sendo acompanhadas pelo município e pela instituição médica.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que os atendimentos nessa área agora serão realizados pelos médicos da Cordial no Hospital da Cidade, o primeiro hospital público de Maceió. A unidade conta com uma estrutura moderna e tecnologia de ponta para oferecer o melhor atendimento possível às crianças com cardiopatias congênitas.

Essa parceria entre a Secretaria de Saúde de Maceió e a Defensoria Pública do Estado é de extrema importância para garantir a continuidade do tratamento adequado para as crianças com cardiopatias congênitas. Essas condições de saúde exigem uma atenção especializada e é fundamental que todos os recursos necessários estejam disponíveis para oferecer um tratamento eficiente e de qualidade.

Com esse acordo, as crianças maceioenses que necessitam de atendimento para suas cardiopatias terão acesso aos serviços da Cordial e poderão contar com o apoio necessário para o tratamento adequado. A parceria entre o poder público e a sociedade civil é fundamental para garantir o bem-estar e a saúde das crianças, e esse acordo é um passo importante nessa direção.

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade