logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Procon Maceió pesquisa preços de itens juninos para economia dos consumidores.

COMPARTILHE

O Procon Maceió, órgão responsável pela defesa do consumidor na capital alagoana, realizou uma pesquisa de preços dos produtos típicos dos festejos juninos, entre os dias 6 e 10 de junho. Foram investigados 60 itens, incluindo roupas, decorações, alimentos e fogos de artifício.

A pesquisa teve como objetivo alertar os consumidores sobre a importância de comparar preços antes de efetuar qualquer compra, visando economizar o máximo possível. Além disso, o levantamento incluiu os preços dos fogos de artifício, populares durante as festas juninas tanto para crianças quanto para adultos.

Um dos itens mais procurados, o milho de canjica, foi encontrado com preços variando entre R$ 1,99 e R$ 6,99 em diferentes estabelecimentos. Já as camisas xadrez masculinas infantis e adulto tiveram preços variando de R$ 99,00 a R$ 185,00, enquanto as tiaras e laços para as meninas variaram de R$ 3,99 a R$ 32,50.

Para a decoração das festas, balões pequenos foram encontrados com valores médios entre R$ 3,70 e R$ 26,99, enquanto os grandes variaram de R$ 23,90 a R$ 69,99. As bandeirinhas apresentaram variação de preço entre R$ 3,45 e R$ 12,99.

Além da pesquisa de preços, o Procon Maceió também realizou fiscalizações nos estabelecimentos e orientou os comerciantes quanto à exposição dos contatos do Procon, formas de pagamento, Código de Defesa do Consumidor e demais requisitos.

Cecília Wanderley, diretora-executiva do Procon Maceió, ressaltou a importância de os consumidores compararem preços, realizarem pesquisas e solicitarem descontos nas compras à vista. Em caso de problemas com fornecedores, os consumidores devem denunciar ao órgão para que as demandas sejam resolvidas.

Para denúncias ou reclamações, os consumidores podem contatar o Procon Maceió pelo telefone 0800 082 4567 ou pelo WhatsApp (82) 98882-8326. A iniciativa faz parte dos esforços do órgão em proteger os direitos dos consumidores e garantir relações comerciais justas durante os festejos juninos.

0

LIKE NA MATÉRIA