logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Prefeitura de Maceió e SMS combatem o Aedes aegypti: capital alagoana não tem surto de dengue no momento.

COMPARTILHE

Maceió não apresenta surto de dengue. Foto: Ascom SMS

A Prefeitura de Maceió e a Secretaria Municipal de Saúde estão intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Por meio de um trabalho contínuo e estratégico, os agentes de endemias e a área técnica das arboviroses estão realizando diversas atividades educativas, de vigilância, monitoramento e intervenções diretas nos locais com suspeita ou confirmação de casos.

Graças a esse esforço conjunto, a capital alagoana não está enfrentando um surto da doença no momento, ao contrário de várias regiões do Brasil que estão lidando com esse problema. Segundo Carmem Samico, gerente de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos da SMS, a situação epidemiológica de Maceió está controlada e abaixo da curva endêmica. Ela destaca que a cidade está monitorando constantemente os casos para garantir que tudo permaneça dentro da normalidade.

Além das visitas domiciliares, os agentes de endemias estão atuando em locais estratégicos, como borracharias, oficinas e cemitérios, onde há maior propensão ao acúmulo de água parada. Eles também estão monitorando prédios públicos, escolas, postos de saúde e hospitais, disseminando informações educativas sobre prevenção e tratamento da dengue.

A população também pode colaborar denunciando imóveis suspeitos de abrigar focos do mosquito através do Disk Dengue, um serviço de atendimento disponibilizado para esse fim. Os agentes de saúde realizam inspeções nos locais denunciados para identificar e eliminar possíveis criadouros.

Imóveis abandonados são especialmente propícios para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, e a Prefeitura de Maceió tem emitido notificações e autuações quando necessário para garantir a limpeza e a eliminação de possíveis criadouros nesses locais.

É fundamental a participação da população nesse combate às arboviroses. Medidas simples, como eliminar recipientes que possam acumular água parada, manter as caixas d’água vedadas e sem vazamentos, limpar calhas e manter ralos fechados, são essenciais para interromper o ciclo de vida do mosquito.

Em resumo, o trabalho conjunto da Prefeitura de Maceió, da Secretaria Municipal de Saúde e da população tem sido eficaz no controle do mosquito Aedes aegypti e na prevenção de doenças transmitidas por ele. A conscientização e a colaboração de todos são fundamentais para manter a cidade livre de surtos de dengue, Zika e Chikungunya.

0

LIKE NA MATÉRIA