logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Prefeitura de Maceió e Instituto Raízes de Áfricas lançam Guia Afro Informativo para combate ao racismo na cidade.

COMPARTILHE

Foto: Alisson Frazão/Secom

No último mês de novembro, a Prefeitura de Maceió deu um importante passo na luta contra o racismo ao lançar a campanha “Maceió é Massa Sem Racismo”, em parceria com o instituto Raízes de Áfricas. A iniciativa tem como objetivo principal discutir a igualdade racial e encontrar formas efetivas de combater o preconceito no município.

Uma das ações mais significativas da campanha foi o lançamento do Guia Afro Informativo, que tem como propósito conscientizar a população sobre a importância de identificar, combater e denunciar atitudes racistas. O guia traz um importante destaque ao explicar as diferenças entre racismo e injúria racial, além de orientar as pessoas a reconhecerem comportamentos diários que podem configurar como atos racistas.

Um dos pontos mais relevantes do guia é a indicação de expressões que são consideradas racistas, como “a coisa tá preta” e “inveja branca”. Essas expressões, muitas vezes utilizadas de forma banalizada, podem reforçar estereótipos e perpetuar o preconceito racial. Portanto, é fundamental que a população esteja ciente do impacto que essas palavras podem causar e do papel de cada um na desconstrução dessas práticas discriminatórias.

O Guia Afro Informativo está sendo distribuído pela Secretaria da Mulher, Pessoas com Deficiência, Idosos e Cidadania (Semuc) e pelo Instituto Raízes de Áfricas durante as ações da campanha “Maceió é Massa Sem Racismo”. Além disso, o guia também está disponível na íntegra no site da prefeitura.

A iniciativa da Prefeitura de Maceió em parceria com o instituto Raízes de Áfricas é extremamente louvável, pois evidencia a preocupação do poder público em enfrentar o racismo e promover a igualdade racial na cidade. A campanha “Maceió é Massa Sem Racismo” é um importante passo para conscientizar a população sobre a importância de combater o preconceito e construir uma sociedade mais justa e igualitária.

É necessário que cada cidadão faça a sua parte, denunciando atos racistas e se engajando nas discussões sobre o tema. Somente dessa forma poderemos garantir que Maceió seja uma cidade livre de racismo, onde todos tenham as mesmas oportunidades, independentemente de sua cor de pele.

0

LIKE NA MATÉRIA