logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Celebração do mês da Consciência Negra em Maceió destaca a luta contra o racismo e o empreendedorismo afro, no evento Vamos Subir a Serra.

COMPARTILHE

Teresa Olegário vende turbantes no Vamos Subir a Serrra. Foto: Felipe Sóstenes/Secom Maceió

Novembro é o mês da Consciência Negra, uma data importante para celebrar a luta do herói brasileiro Zumbi dos Palmares e destacar a importância do combate ao racismo e da implementação de políticas públicas para a igualdade racial. Em Maceió, a Prefeitura e a Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) têm incentivado a cultura afro e os afroempreendedores por meio do evento Vamos Subir a Serra.

O Vamos Subir a Serra é celebrado há nove anos na cidade e, em 2023, o Saurê Palmares foi incorporado à programação. Essa iniciativa tem trazido visibilidade aos afroempreendedores, grupos culturais e contribuído para a resistência construída ao longo da história. Um dos destaques do evento é a presença da ativista e afroempreendedora Tereza, conhecida como Olegário Turbantes. Ela comercializa seus produtos e ministra oficinas de lenços para o público. Segundo Tereza, o turbante entrou em sua vida quando ela decidiu aceitar seu cabelo natural, crespo. Hoje, as pessoas procuram os lenços como forma de empoderamento e para aprender sobre a ancestralidade e o movimento negro.

Tereza também foi beneficiada pelo auxílio financeiro do Banco da Mulher Empreendedora, um programa realizado pela gestão JHC em parceria com a Secretaria da Mulher (Semuc). Ela destaca que os recursos do banco foram fundamentais para a compra de materiais e para o aumento das vendas. Outro afroempreendedor presente no evento é Caio Pereira, que tem uma marca de bonés e produtos para cabelos cacheados, crespos, com tranças e dreads. Caio participa do Vamos Subir a Serra desde 2021 e decidiu morar em Maceió após se apaixonar pela cidade durante o evento.

O Vamos Subir a Serra, que acontece na Praça Multieventos, proporciona diversas atividades para os visitantes. Além das palestras, oficinas e apresentações culturais, é possível conhecer e comprar produtos dos afroempreendedores, que vão desde bijuterias até turbantes, esculturas de barro, roupas, livros e bonés. A programação reforça a importância do mês da Consciência Negra e a luta contra o racismo e a intolerância.

Uma das palestras realizadas abordou o tema “Políticas públicas afirmativas: O legado ativista e acadêmico de Palmares, conexões e confluências antirracistas”. A mesa de discussão buscou aproximar o legado de Palmares, destacando que as ações do passado e do presente definem o futuro. Além disso, também foram discutidas questões relacionadas à saúde e à educação racial.

O evento também recebe turistas, como Rosana Rocha, que veio de São Paulo para prestigiar a palestra e aproveitar todas as atividades oferecidas. Ela ressalta a importância das discussões promovidas no evento e convida todos, negros e brancos, a subirem a Serra da Barriga, local histórico de Palmares.

Após a palestra, os visitantes puderam curtir o som da banda Afro Zumbi. O fundador da banda, Mestre Vaguinho, destacou que a união do Vamos Subir a Serra com o Saurê Palmares tornou o evento ainda mais grandioso e ressaltou a importância de se manter o trabalho contínuo em prol da cultura afro.

Além das atividades culturais, o evento também conta com um espaço gourmet. A participante Dayana Oliveira, proprietária da Marola Laticínios Veg, destaca que além das vendas, o evento proporciona oportunidades de reencontros com a ancestralidade e a cultura afro. Ela espera que o evento tenha cada vez mais edições.

O Vamos Subir a Serra é uma iniciativa que fortalece a cultura afro e promove a visibilidade dos afroempreendedores. Com palestras, oficinas, apresentações e espaços de comercialização, o evento contribui para a conscientização e o combate ao racismo, além de valorizar a história e a cultura afro-brasileira.

0

LIKE NA MATÉRIA