logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Rede 5G completa 2 anos com 70% das metas de 2025 antecipadas.

COMPARTILHE

A tecnologia de rede 5G já completa 2 anos de operação no Brasil e tem sido um sucesso em sua rápida expansão, atingindo quase 600 municípios e ultrapassando as expectativas estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Com um total de 27,9 milhões de usuários atendidos, as prestadoras de serviços de telecomunicações não só cumpriram a meta para 2024, como também anteciparam mais de 70% das metas previstas para 2025.

De acordo com a Conexis Brasil Digital, que representa as empresas do setor, todos os municípios com mais de 500 mil habitantes já contam com pelo menos uma operadora que oferece o 5G. Esse crescimento significativo se reflete nos números de investimentos realizados desde 2021, que totalizam R$ 116 bilhões. Por se tratar de uma tecnologia que opera em frequências mais altas, o 5G requer a instalação de mais antenas de pequeno porte, o que significa que são necessárias cinco a dez vezes mais antenas em comparação com o 4G.

Em relação ao ano anterior, houve um grande avanço: em 2023, o 5G estava disponível para pouco mais de 10 milhões de usuários em 150 cidades. Durante esse período, mais de 1 milhão de linhas por mês foram ativadas para a tecnologia, demonstrando sua crescente popularidade e aceitação. O edital da Anatel para o leilão do 5G estabelece que até julho de 2025 a tecnologia deverá estar presente em todas as cidades com mais de 500 mil habitantes e em todas as cidades com mais de 200 mil habitantes até julho de 2026. Até julho de 2030, a meta é que o 5G esteja disponível em todas as cidades brasileiras e em 75% das localidades rurais do país.

Apesar dos avanços, ainda há desafios a serem enfrentados. A instalação de mais antenas pode ser impedida por legislações municipais desatualizadas, o que pode atrasar a expansão do sinal. Segundo a Conexis Digital Brasil, apenas 501 municípios brasileiros possuem leis de antenas alinhadas à legislação federal, representando menos de 10% do total de municípios do país. As operadoras defendem regras mais claras e licenciamentos mais ágeis para garantir que a velocidade de expansão do sinal não seja prejudicada.

A tecnologia 5G traz consigo uma vantagem em relação às redes anteriores, pois requer o uso de antenas de pequeno porte, que podem ser instaladas em diversos locais sem interferir na paisagem urbana. No entanto, devido à sua frequência mais alta e ao comprimento de onda menor, é necessário um maior número de antenas para garantir a cobertura adequada. Este é um desafio a ser superado pelas operadoras para garantir que a tecnologia 5G continue a se expandir e atingir um número cada vez maior de usuários em todo o país.

Com informações da EBC
Fotos: © Marcello Casal JrAgência Brasil / EBC

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade