logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

MEC cria Enade das Licenciaturas para futuros docentes em reformulação avaliativa trienal.

COMPARTILHE

O Ministério da Educação (MEC) implementou uma reformulação no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes das Licenciaturas, conhecido como Enade das Licenciaturas, com o objetivo de avaliar os cursos destinados à formação de professores para atuar no ensino básico. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União deste início de julho.

Essa mudança traz uma nova abordagem para a avaliação dos cursos, com avaliações mais frequentes a cada três anos. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) salientou que a nova avaliação colocará maior ênfase na análise das competências dos futuros docentes, em detrimento dos conteúdos disciplinares específicos de cada curso.

Dentre as principais mudanças promovidas pelo Enade das Licenciaturas, estão a reformulação do formato das provas e das matrizes de referência de cada área de avaliação. Ademais, além de mensurar o desempenho acadêmico dos estudantes, o exame também irá avaliar as habilidades adquiridas por eles durante os estágios supervisionados obrigatórios, essenciais para a prática profissional.

Estima-se que mais de 370 mil estudantes de todo o país irão participar do Enade 2024, cujas datas das provas serão divulgadas posteriormente por meio de um edital específico. Essa avaliação, que abrange cursos de 17 áreas de conhecimento para a formação de professores, visa não apenas avaliar o conhecimento teórico dos alunos, mas também as habilidades práticas desenvolvidas ao longo de sua formação acadêmica.

A partir deste ano, as provas do Enade das Licenciaturas serão divididas em duas partes distintas: a de Formação Geral Docente, comum a todos os cursos de formação de professores, e a parte específica de cada área. A primeira parte consistirá de 27 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda abordará 37 questões, sendo 36 de múltipla escolha e uma discursiva.

Outro ponto relevante é a instituição de um novo ciclo avaliativo trienal, que substituirá o ciclo anteriormente estabelecido por meio da Portaria nº 840/2018. Esse novo ciclo determina o cronograma de avaliação de cada área e seus respectivos cursos. Nesse sentido, o ano de 2024 se concentrará na avaliação dos cursos de licenciatura, e nos anos seguintes haverá uma distribuição conforme áreas de conhecimento específicas.

O Enade é parte integrante do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e tem como objetivo avaliar o rendimento dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos das diretrizes curriculares, o desenvolvimento de competências exigidas, e a atualização dos estudantes diante da realidade educacional vigente. Ademais, essa avaliação visa a aperfeiçoar as políticas públicas na área educacional e orientar as instituições de ensino superior na melhoria de seus processos pedagógicos.

Com informações da EBC
Fotos: © Rafa Neddermeyer/Agência Brasil / EBC

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade