logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Baleia jubarte é avistada na Praia de Ipanema, encantando banhistas e gerando curiosidade.

COMPARTILHE

Recentemente, uma baleia jubarte foi avistada nadando nas águas da Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, proporcionando um espetáculo natural inesquecível para os banhistas que estavam presentes no local no último domingo. A presença desse majestoso animal marinho foi um verdadeiro presente para quem teve a oportunidade de observá-lo da areia.

De acordo com Rafael Carvalho, biólogo do Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores da Faculdade de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), trata-se provavelmente de um indivíduo jovem, que faz parte de uma população migratória de baleias jubarte que costuma visitar o litoral brasileiro entre os meses de maio e novembro.

As jubartes têm um ciclo migratório bem marcado, passando parte do ano se alimentando em regiões geladas no sul do Oceano Atlântico e migrando para águas mais quentes, como as encontradas no Rio de Janeiro, ao se dirigirem ao norte, principalmente nas regiões dos Abrolhos, ao norte do Espírito Santo e sul da Bahia. É nesses locais que as baleias encontram condições ideais para reprodução e amamentação de seus filhotes, além de se encontrarem com parceiros para o acasalamento.

No entanto, Carvalho ressalta a importância de manter a distância das baleias para preservar não só a integridade e saúde dos animais, que estão em um momento sensível e crucial de suas vidas, mas também por questões de segurança para as próprias pessoas. A observação dos animais deve ser feita de longe, sem interferir em seus comportamentos naturais, garantindo assim o respeito pela vida selvagem e a conservação das espécies marinhas.

A presença da baleia jubarte na Praia de Ipanema é um lembrete da riqueza da vida marinha em nossos oceanos e da importância de proteger e preservar essas espécies incríveis para as gerações futuras. Que momentos como esse nos inspirem a cuidar melhor do nosso ambiente e a compartilhar o espaço com todas as formas de vida que habitam nosso planeta.

Com informações da EBC
Fotos: © IBJ – Instituto Baleia Jubarte / EBC

0

LIKE NA MATÉRIA