logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Insetos parasitoides: aliados eficazes no controle biológico da broca-das-pontas no cajueiro.

COMPARTILHE

Uma descoberta recente na cajucultura brasileira está chamando a atenção de especialistas e produtores. Trata-se do uso de vespas parasitoides do gênero Goniozus legneri como uma forma eficiente de controle biológico da broca-das-pontas, uma das piores pragas que afeta os cajueiros. Essas vespas, identificadas em um estudo realizado pela Embrapa Agroindústria Tropical em parceria com a Universidade Federal de Alagoas, mostraram-se capazes de atacar a praga de forma natural, possibilitando o fortalecimento de práticas sustentáveis na agricultura.

A broca-das-pontas é uma ameaça significativa para os cajueiros, uma vez que ataca os ramos frutíferos e compromete a formação dos frutos, impactando diretamente a produção. A descoberta dessas vespas parasitoides, que depositaram seus ovos dentro da praga, resultando na sua morte, representa um avanço no controle biológico dessa praga específica.

De acordo com a pesquisadora Nívia Dias, especialista em entomologia, o controle biológico é uma estratégia promissora que deve ser integrada ao manejo de pragas na cajucultura. Identificar os inimigos naturais de uma determinada área, como as vespas parasitoides, é fundamental para o sucesso desse tipo de controle. Além disso, a pesquisadora ressalta a importância de estudar o comportamento desses insetos em laboratório para entender melhor sua eficácia no controle da praga.

A identificação das vespas do gênero Goniozus legneri como potenciais agentes de controle da broca-das-pontas é um marco importante na pesquisa agropecuária, uma vez que essa associação ainda não havia sido documentada no Brasil. As vespas pertencentes a essa espécie são cosmopolitas e estão amplamente distribuídas pelo mundo, sendo especializadas no controle de pragas em diferentes culturas.

Com essa descoberta, abre-se um caminho para o desenvolvimento de programas de manejo de pragas mais eficientes e sustentáveis na cajucultura brasileira. O controle biológico, por meio do uso de vespas parasitoides, mostra-se como uma alternativa segura e natural para o controle da broca-das-pontas, contribuindo para a saúde dos cajueiros e para a preservação do meio ambiente.

Com informações da Embrapa
Fotos: Foto: Ariane Soares / Embrapa

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade