logo_mco_2023_200X75
logo_mco_120X45

Publicidade

Publicidade

Cultivo de tomate em substrato de casca de coco aumenta produtividade em 33% no Ceará.

COMPARTILHE

A produção de tomate-cereja na região Nordeste do Brasil tem passado por grandes avanços tecnológicos, graças aos estudos e experimentos realizados pela Embrapa Agroindústria Tropical, localizada no Ceará. A utilização de substrato de casca de coco tem se mostrado uma alternativa viável e eficiente para o cultivo desse tipo de tomate, resultando em uma produtividade 33% superior à obtida em campo aberto.

Os experimentos conduzidos na Serra da Ibiapaba, entre 2020 e 2022, revelaram que o cultivo protegido em substrato de casca de coco proporciona um controle mais eficaz da irrigação e nutrição das plantas, além de reduzir a necessidade de insumos e mão de obra. Os produtores que adotaram essa alternativa tecnológica puderam colher frutos mais uniformes e de melhor qualidade, resultando em benefícios econômicos e ambientais.

Com o apoio da Embrapa, os produtores locais conseguiram atingir uma produtividade de 80 toneladas de tomate-cereja por hectare, superando em 33% a média obtida em campo aberto. Além disso, o uso do substrato de casca de coco beneficia a cadeia produtiva do coco, valorizando um resíduo da produção desse fruto.

A técnica de cultivo protegido em substrato não só melhora a qualidade e o valor comercial dos frutos, mas também contribui para a redução no uso de defensivos agrícolas, tornando o processo mais sustentável. A fibra de coco apresenta características físico-químicas ideais para o cultivo de tomate, como estabilidade física, alta porosidade, capacidade de retenção de água e pH neutro.

Além do Ceará, o cultivo em substrato vem se expandindo em diversos países, principalmente na Europa e nas Américas, para diferentes tipos de hortaliças-fruto, flores e plantas ornamentais. A menor incidência de pragas e a facilidade de aplicação de medidas de controle são vantagens adicionais dessa técnica, que também pode ser utilizada na produção de mudas de outras hortaliças.

A tomaticultura na região da Serra da Ibiapaba tem grande importância econômica, sendo responsável por uma parte significativa da produção de tomate no estado do Ceará. Com a adoção de práticas mais sustentáveis e tecnológicas, como o cultivo protegido em substrato de casca de coco, a tendência é de que a produtividade e a qualidade dos frutos continuem melhorando, beneficiando tanto os produtores quanto os consumidores.

Com informações da Embrapa
Fotos: Foto: Fábio Miranda / Embrapa

0

LIKE NA MATÉRIA

Publicidade